top of page

Aprígio envia Projeto de Lei criado com participação popular à Câmara dos Vereadores. Veja detalhes!

População opinou sobre prioridades de investimentos da atual gestão


O prefeito de Taboão da Serra, Aprígio, enviou na última terça-feira (31) à Câmara dos Vereadores o Projeto de Lei do Plano Plurianual (PPA) 2022-2025, que define as diretrizes e metas do governo municipal nos próximos quatro anos.


A atual gestão decidiu lançar a Campanha #ParticipaTaboão para ouvir a opinião dos moradores sobre as principais necessidades do município. Ao todo, 484 munícipes de 69 bairros participaram da consulta. “Optamos por um plano que não fosse apenas um relatório para o cumprimento de formalidades legais, mas um instrumento para implementar o nosso Programa de Governo e um novo modelo de planejamento de cidade”, comentou Aprígio.


Aprígio finaliza PPA e encaminha projeto à Câmara Municipal (FOTO: Ian de Freitas)



Entre os dias 2 e 13 de julho, quatro pontos itinerantes instalados na cidade (Shopping Taboão, ATENDE, Poupatempo e CSU – Parque Pinheiros) receberam sugestões dos munícipes. O site oficial da Prefeitura e diversos cartazes com tecnologia de QR Code espalhados por Taboão também foram utilizados como canais para ouvir a população.


Além dos moradores, a Prefeitura de Taboão reuniu 191 servidores públicos, distribuídos em 18 oficinas de trabalho, para levantar 80 desafios prioritários do governo e promover uma gestão mais eficaz, moderna e focada em resolver os problemas locais.



O que é o PPA?



O Projeto de Lei do Plano Plurianual, ou simplesmente PPA, é um documento que planeja o programa de trabalho do poder público municipal ao traçar os principais objetivos e ações do governo.


Segundo o secretário da Fazenda de Taboão, Antonio Rodrigues do Nascimento, “o PPA também prevê indicadores de desempenho que serão monitorados ao longo dos quatro anos de vigência do plano”.


A apresentação do PPA à Câmara dos Vereadores é dever do chefe do Poder Executivo da cidade (prefeito). A participação popular na elaboração do projeto demonstra a proximidade do governo local com a população. “Ouvir os técnicos, gestores e a sociedade civil tornou nosso plano mais consistente, legítimo, desafiador e com uma missão clara de trabalhar de forma matricial as políticas setoriais e intersetoriais de saúde, educação, desenvolvimento social e econômico, habitação, meio ambiente, segurança, mobilidade urbana, cultura, esporte e lazer, por meio uma de gestão pública eficiente e moderna”, explicou o prefeito Aprígio.


Uma vez entregue à Câmara, os vereadores podem fazer alterações no PPA por meio de emendas parlamentares até que o projeto vire efetivamente uma lei. O plano também pode ser revisto ao longo da gestão, mas caso isso aconteça, precisa ser novamente aprovado.


5 visualizações0 comentário

תגובות


bottom of page