top of page

Prefeitura de Taboão da Serra distribui mais de 27 mil máscaras de proteção facial

Secretaria de Desenvolvimento Econômico retomou confecção de máscaras e produção é feita por bolsistas do Programa de Apoio ao Profissional (PAP)


Por Vera Sampaio


A nova administração da Prefeitura de Taboão da Serra trabalha para evitar a disseminação da COVID-19 no município. Uma das maneiras é através da distribuição de máscaras de proteção facial para a população. Desde o início do ano até agora a Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda já realizou a doação de mais de 27 mil máscaras de tecido 3D reutilizáveis. Os itens foram distribuídos com o auxílio de outras pastas que realizam ações para conscientizar os moradores, como as Secretarias de Saúde, de Assistência Social e Cidadania, de Transportes e Mobilidade Urbana, além da Secretaria de Manutenção.


O prefeito Aprígio ressaltou que o município trabalha para conter o novo coronavírus, mas todos precisam colaborar. “A máscara de proteção se tornou um item obrigatório e sabemos que embora acessível, nem toda a população tem condições de comprar. Às vezes a pessoa até tem máscara, mas por algum motivo não utiliza ou não usa da forma correta. Por isso, estamos fazendo a nossa parte, confeccionado e distribuindo máscaras para conscientizar os moradores sobre a importância do uso. Com cada pessoa fazendo a sua controlaremos a Covid-19”, destacou.


Bolsistas do Programa de Apoio ao Profissional (PAP) de Taboão da Serra confeccionam máscaras de proteção facial na Escola de Moda, Beleza e Estética (FOTO: PETTERSON COSTA)


Adriana Barcellos, secretária de Desenvolvimento Econômico, explicou que a confecção das máscaras é realizada por bolsistas do Programa de Apoio ao Profissional (PAP). “Convidamos algumas PAPs para realizarem a confecção das máscaras. O PAP tem a função, não apenas de ser uma fonte de renda para quem está desempregado, mas de capacitar e auxiliar os bolsistas para que retornem ao mercado de trabalho”, disse. “As profissionais que aceitaram o desafio estão se sentindo motivadas, pois, ao passo que confeccionam as máscaras, estão aprendendo uma nova profissão, o que pode ser uma fonte de renda para elas e para a família”, destacou.


Maria Cícera Valente dos Santos é uma das bolsistas que realiza a confecção das máscaras. Há pouco mais de dois meses no projeto, ela conta com entusiasmo sobre a confecção. “Eu trabalhava na limpeza, agora estou começando a fazer máscaras e estou aprendendo a ter uma nova chance. Agradeço a todo mundo e as meninas que trabalham comigo. Aproveitar essa oportunidade é uma chance de aprender uma nova profissão”, comentou.


Michele Andrade, diretora da Escola de Moda, Beleza e Estética de Taboão da Serra, comentou como é o processo de confecção. “Com a supervisão de Jenifer Silva, que é estagiária do curso de Moda, as bolsistas se revezam para fazer o molde, corte e costura dos elásticos e tecidos, depois realizam a esterilização e colocam as máscaras em embalagens individuais junto com as instruções de uso”, explicou. “Já sob os cuidados da servidora Fabiana Dias, o processo de confecção é organizado, pois não trabalhamos com meta de produtividade e as máscaras são confeccionadas em ritmo confortável para todos. Em todo o processo são seguidos protocolos de segurança contra a Covid-19, como distanciamento físico, uso de máscaras de proteção e higienização das mãos e objetos, tudo para garantir a segurança tanto das bolsistas, quanto de quem receberá a máscara”, finalizou.

5 visualizações0 comentário

Comentarios


bottom of page